sexta-feira, 19 de junho de 2015

abuso

De tanto carinho e cuidado que nutria pela caneta

     - Lembraça órfã de pessoa que já se foi -
deixava a caneta parada.

         guardada,
         sozinha,
         parada.

ABSURDO!!!!!!

Deixa a caneta escrever!
Se não ela deixa de ser caneta,
passa a vida sendo sem ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário