segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Brigadeiro

    Hoje é dia de arrumar o coração, limpar, jogar fora as mágoas e ressentimentos desnecessários. É dia de deixar ódio, inveja e qualquer sentimento ruim para trás. É dia de escutar Chico, chorar ao som de uma valsa depois tornar a sorrir com um samba na ponta dos pés. É dia de sorrir a toa, compartilhar risadas e dançar na chuva, varrer a casa escutando Bandarra, aproveitar toda e qualquer oportunidade de ser feliz.
    Ser feliz, independente de limitações traçadas por barreiras invisíveis e por besteiras temporárias, dia de comer brigadeiro na panela sem se preocupar tanto assim com as gordurinhas a mais, dia de fazer os outros tão felizes e despreocupados como você mesmo, porque felicidade se transmite mais facilmente do que se pensa, e é para ser assim, momentos felizes são feitos para serem compartilhados.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Morangos de beterraba

Outro dia contaram-me a história de um garoto de seis anos, filho de uma amiga, que toma com a maior inocência do mundo suco de beterraba, pensando ser de morango. Segundo sua mãe, enquanto ele bebe exalta com feições satisfeitíssimas como aquele suco de morango está bom.
Particularmente, acho beterraba com gosto de areia. Deste menino que toma suco de beterraba com gosto de morango todos temos um pouco, é como a beleza que está nos olhos de quem vê, a fome que é tempero da comida, o sentimento dominando e fazendo o que quer com coisas materiais. É o psico-sentimental dominando os sentidos.